segunda-feira, 9 de março de 2009

ALGO NOVO

"Não há razão para temer - tente de novo!"
.
.
.
Não tenha pressa e não se desespere. Se você fracassar hoje, não perca as esperanças. Se você fracassar hoje, isto é natural. Se você continuar fracassando por alguns dias, isto é natural.
.
As pessoas têm tanto medo de fracassar que, devido a este medo, elas nunca arriscam fazer tentativas. Existem muitas pessoas que nunca se apaixonaram porque elas têm medo. Quem sabe?
.
Elas podem ser rejeitadas, por isso elas decidiram permanecer sem amar, assim ninguém jamais as rejeitará. As pessoas têm tanto medo de fracassar que elas nunca tentam qualquer coisa nova. Quem sabe? Se elas fracassarem, o que poderá ocorrer?
.
.
.
.

6 comentários:

A Senhora disse...

O fracasso nem sempre é tão desmotivador, mas pode ser exatamente o oposto criando um novo objetivo de vida, ou alvo de afeto.
Viver já é um risco...

Carlos Bayma disse...

O fracasso é combustível quando percebido como tal e bem aproveitado! Risco maior passei em um canal de parto...

O Doutor disse...

Risco corremos até quando nos expomos num blog!

Gabriela Castro disse...

Nos arriscamos muito mais quando deixamos de tentar. Não fazer nada é o risco maior que se corre.

Loira disse...

O medo de fracassar pode ser paralisante, principalmente se carregamos experiências anteriores de insucesso. O medo de sofrer e de ser rejeitada é real, afinal a dor que uma vez já foi sentida não queremos senti-la novamente. E assim fugimos de tudo que poderá causá-la novamente.Acredito que a dor e o sofrimento não são experiências negativas na nossa vida e que devam ser evitads.Elas nos tornam mais fortes pois conseguimos superá-las. Deixar de se apaixonar por medo de sofrer é a mesma coisa de deixar de viver ou ver a vida passar e não fazer parte. A dor que porventura possamos sentir novamente em função de um novo fracasso nunca será igual pois as situações que o provocaram são diferentes.Devemos sempre estar abertos para novas experiências e que sempre irão surgir na nossa frente.

Carlos Bayma disse...

Pois eu lhe digo: fracasso pode ser apenas uma alerta de que o caminho não é bom e que outro deve ser tomado. Se isso resultar em sucesso, o tal fracasso inicial foi um fracasso mesmo, ou só uma mudança de rumo que permitiu o acerto?