sexta-feira, 20 de fevereiro de 2009

RESPOSTA DE OSHO

Zareen:
- Osho, você nos tem falado sobre Lázaro se levantando e sobre o milagre de Jesus andando sobre as águas. Mas e a respeito do milagre que é você? Você tem transformado tigres em cordeiros, gorilas em budas e pensadores preocupados em estados de não-mente, e tem criado um oásis num deserto. Por favor, Osho, fale-nos do milagre dos milagres que é você!

Osho:

- Zareen, eu não acredito em milagres, mas ainda assim os milagres acontecem. E pelo fato de não acreditar em milagres, eu não posso reivindicar ser o fazedor. No máximo, eu sou também um observador.

Os milagres que Jesus fazia eram corriqueiros: caminhar sobre a água, ou transformar água em vinho ou trazer Lázaro morto de volta à vida. Para mim isto não é milagre.


Eu me lembro de um dos maiores místicos que este país produziu: Ramakrishna. Ele era um dos homens mais simples que pode existir. Um dia, um grande santo que era muito conhecido por seus milagres veio até ele. Ramakrishna estava sentado às margens do rio em Dakshineshwar, próximo de Calcutá, onde o Ganges se torna imenso e muito lindo. O santo estava muito orgulhoso dos milagres que costumava fazer. E ele veio com o propósito específico de mostrar a Ramakrishna como a sua religiosidade era inútil.

Ele disse com grande orgulho e ego em seu coração, ‘O que você está fazendo sentado debaixo desta árvore? Vamos caminhar sobre o Ganges, sobre as suas águas.’


Ramakrishna disse, ‘Você veio de muito longe. Descanse um pouco e, depois, nós poderemos ir caminhar sobre o Ganges.’

O homem sentou-se e Ramakrishna lhe disse, ‘Posso lhe perguntar uma coisa? Quanto tempo você levou para aprender a arte de caminhar sobre as águas?’

O homem disse, ‘Quase trinta e seis anos.’

Ramakrishna riu e disse, ‘Quando eu quero ir para a outra margem do rio, o preço é de apenas dois centavos, mas o barqueiro nunca me cobra, pois vê que eu sou um homem pobre. Você desperdiçou trinta e seis anos numa arte que vale apenas dois centavos. Você deve ser um idiota.’

Mesmo que você consiga caminhar sobre águas, isto não torna você espiritual, isto não lhe dá um vislumbre do divino. Ao contrário, isto o leva a uma distância maior de Deus. Você se torna mais egoísta, porque consegue fazer algo que os outros não conseguem.

Jesus trouxe Lázaro de volta à vida. Naturalmente isto parece ser um grande milagre, mas não é, porque Lázaro não foi transformado, e ele viveu mais alguns anos, repetiu as suas velhas rotinas e depois teve que morrer. Ele trouxe-o de volta à vida, mas não lhe deu algo do eterno. A mesma história se repetiu na vida de Gautama Buda e você poderá ver a diferença entre um milagre real e um pseudomilagre.
.
.

3 comentários:

Palavras de Osho disse...

Lindo texto!

silvania disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
silvania disse...
Este comentário foi removido pelo autor.