segunda-feira, 27 de outubro de 2008

LIBERDADE

Livro: Coragem (trecho do prefácio)

A liberdade dá medo. As pessoas falam sobre a liberdade, mas elas têm medo. E um homem não é homem ainda se ele tem medo da liberdade. Dou a você a liberdade; não dou segurança. Dou a você entendimento; não dou conhecimento. O conhecimento lhe traz certezas. Se posso dar a você a fórmula, uma fórmula pronta, de que existe um Deus, existe um Espírito Santo e um único filho bem amado, Jesus; existe um inferno e um céu e existem boas ações e más ações; cometa um pecado e irá para o inferno, pratique o que chamo de atos virtuosos e você irá para o céu – acabou! -, então você tem certezas. É por isso que tantas pessoas optam por ser cristãos, hindus, muçulmanos, jainistas – elas não querem liberdade, querem fórmulas fixas.

Um homem estava morrendo – de repente, num acidente de estrada. Ninguém sabia que ele era judeu, então chamaram um padre, um padre católico. Ele se curvou bem próximo ao homem – e o homem estava morrendo, nos últimos estertores da morte – e disse:
- Você acredita na Trindade do Pai, do Filho e do Espírito Santo e em seu filho Jesus?
Veja só! – respondeu o homem, abrindo os olhos -, eu aqui morrendo e ele fazendo charadas!
.
.
.
.
.

2 comentários:

silvania disse...

A fé imposta é a mesma coisa da liberdade condicionada.
Você acredita... mas....
O homem livre é aquele capaz de amar indistintamente qualquer outro ser.

Carlos Bayma disse...

Não existe liberdade condicionada. Ou é ou não é.